quarta-feira, 27 de abril de 2016

ANIVERSÁRIO TRIMESTRAL

Aniversariantes
A Secretaria de Assistência Social juntamente com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – possui clientela de 06 a 14 anos. Funciona nos períodos manhã e tarde. O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo tem como coordenadora a Pedagoga Rita Catarina Carvalho de Souza e toda sua equipe de trabalho que na data de hoje 27/04 comemorou o aniversário trimestral dos alunos (Janeiro/Fevereiro/Março). Fez-se presente na programação a Psicóloga Doutora Darlândia Bentes e a Assistente Social Maria de Nazareth. A programação ocorreu nos turnos manhã a partir das 9hs e tarde a partir das 15hs. Com algumas falas, músicas e um gostoso lanche para comemorar com os aniversariantes a data especial. A coordenação e todo o quadro de funcionários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo desejam a todos os alunos que aniversariaram durante esse trimestre um Feliz Aniversário com muitas felicidades e realizações. VEJA MAIS FOTOS CLICANDO ABAIXO.
#Assessoria_de_Imprensa

Fotos e texto: Hadassa Freitas e Rodieks de Jesus




segunda-feira, 25 de abril de 2016

NIKCOLAS PRECISA DE NOSSA AJUDA... POSSO CONTAR MAIS UMA VEZ COM A SOLIDARIEDADE DOS AMIGOS??

Nikcolas e sua mãe
NIKCOLAS PINTO DA SILVA, uma criança de apenas um ano e dois meses, filho de Ivanilson de Jesus da Silva e Ionete dos Santos Pinto, residentes e domiciliados à Avenida Falcão, no Bairro Bom Jardim, nº 36, nesta cidade, está necessitando urgente de ajuda. Há quinze dias atrás foi diagnostica que o Nikcolas está com um tumor no cérebro e precisa urgentemente de fazer uma cirurgia. Amanhã a família irá levá-lo para Santarém para se consultar com um neuro cirurgião afim de que o mesmo possa encaminhá-lo para um especialista onde o mesmo deverá realizar a operação. De acordo com informações dos pais, essa operação só é realizada na capital do Estado. Vimos mais uma vez, apelar para a solidariedade dos amigos e conhecidos (principalmente dos AMIGOS DO FACE que o Helder Marinho tem mais de dois mil, que nos ajude para que possamos ajudar a família do Nikcolas, pois ele está precisando urgente de nós. Para ajudar com dinheiro, o valor poderá ser depositado na CONTA POUPANÇA  DO BRADESCO  sob o número 1000106 – 4 – Agencia 5754 em nome de Ionete dos Santos Pinto que é a mãe ou então na em CONTA 
Resutado do exame do Nikcolas
POUPANÇA DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL nº 3190 023 00007410 – 3, em nome de sua avó, senhora Maria dos Santos Pinto, ou então ligue para a senhora Maria (avó) através do telefone (93) 99102 8865. Essa ajuda em dinheiro é primordial, pois a familia tem que bancar as consultas, exames e posterior a operação na capital do Estado. Não deixe para amanhã, vamos ajudar AINDA HOJE o Nikcolas a sair dessa nuvem. Devido a família ser bem carente, estamos pedindo também que nos ajude e traga aqui no ESCRITÓRIO H. MARINHO, FRALDAS, ROUPAS, ALIMENTOS, e tudo que você achar que vai ajudar a FAMÍLIA ESTÁ PRECISANDO DE TUDO PARA ONTEM. Ainda tem mais: a família necessita de tudo, e ainda mora de aluguel, quem puder ajudar... CONTAMOS MAIS UMA VEZ COM TODOS QUE SEMPRE NOS AJUDARAM E TAMBÉM CONTAMOS COM TODOS AQUELES QUE SÓ FIZERAM CURTIR OU COMPARTILHAR NO FACE. AJUDA MATERIAL TRAGA AQUI PARA O ESCRITÓRIO H. MARINHO EM DINHEIRO, DEPOSITE NAS CONTAS ACIMA INFORMADAS, OK?

sexta-feira, 22 de abril de 2016

POLÍCIA CIVIL INCINERA DROGAS APREENDIDAS NAS OPERAÇÕES POLICIAIS REALIZADAS NOS TRÊS PRIMEIROS MESES DO ANO

Policial queimando a maconha

A Polícia Civil deste município, sob o comando do delegado Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, realizou na manhã desta sexta-feira, 22/04/2016, por volta das 10hs, juntamente com sua equipe policial e servidores da Secretaria de Saúde do Município, a incineração de 1,140g de “CANNABIS SATIVA” , ou seja, MACONHA, em um alto forno da Cerâmica Caiuá, localizada à Rodovia Transamazônica, s/nº, Bairro Aeroporto, por dispor de fornalha adequada a queima dos entorpecentes. As drogas foram apreendias durante as operações policiais realizadas de forma integrada junto a Polícia Militar local no início do ano 2016. 

Anteriormente, ainda durante o transcurso do prazo do inquérito policial, o material apreendido foi submetido ao Centro de Perícias Científico Renato Chaves de Santarém para Exame Pericial de Constatação e confecção de laudo definitivo, contudo, perante o público presente, realizou-se nova pesagem e perícia de amostragem revelando resultado positivo para tal erva, procedendo logo após a sua imediata incineração.
Autoridades presentes

Ainda segundo informações da polícia, para o ato de incineração, foram observadas rigorosamente as normas previstas na Lei nº 11.343/2006 e suas alterações, inclusive, quanto à vistoria do local antes e depois de efetivada a destruição das drogas, sendo lavrado Auto Circunstanciado pelo delegado de polícia junto ao escrivão de seu cargo Ronivaldo da Silva Colares, certificando-se neste a destruição total delas na presença de testemunhas. O evento foi realizado pela segunda vez na cidade de Rurópolis e contou com a participação efetiva do Secretário de Saúde Otoniel Rosa Ferreira, representante da Vigilância Sanitária Flávio Renato de Sousa, servidor público 

Jair Zanetti, auxiliar Administrativo da delegacia Raeudson Costa, investigador de Polícia Civil Marcos Aldrin, além da presença de funcionários da cerâmica e de populares.
“Parabenizo e agradeço toda equipe da polícia civil, ao Secretário de Saúde e populares que se fizeram presente no ato, estes cada vez mais participativos nos trabalhos de segurança pública em prol da sociedade”. Finalizou o delegado.

Informações e fotografias: Assessoria de comunicação da Policia Civil de Rurópolis, para o Blog Sem polêmica.

DESCOBRIMENTO DO BRASIL... UMA HISTÓRIA DIFERENTE...

Ainda hoje, a data de 22 de abril é marcada oficialmente como o dia em que a Coroa Portuguesa anunciou o descobrimento das terras brasileiras. Durante muito tempo, esse evento de dimensões históricas foi interpretado como o resultado de uma aventura realizada por corajosos homens do mar que se lançaram ao desconhecido e encontraram uma nova terra. Contudo, apesar de empolgante, existem outras questões por trás dessa versão da história que marcou o ano de 1500.
Mesmo antes de chegar ao Brasil, a Coroa Portuguesa estava inserida em uma acirrada disputa econômica onde os estados nacionais europeus disputavam a expansão de suas atividades mercantis. Dessa forma, cada avanço tecnológico, terra conquistada ou rota descoberta tornava-se um precioso “segredo de Estado”. Antes de sair anunciando uma conquista aos quatro ventos, os governantes daquela época avaliavam minuciosamente os interesses e circunstâncias que envolviam esse tipo de exposição.
Uma das primeiras pistas que nos indicam esse tipo de planejamento envolvendo o descobrimento do Brasil se deu quando Portugal exigiu a anulação da Bula Inter Coetera e a assinatura do Tratado de Tordesilhas. Afinal de contas, por que os portugueses repentinamente chegaram à conclusão de que uma nova divisão das terras coloniais deveria ser realizada? De fato, essa é uma das muitas outras questões que fazem a versão romântica do descobrimento cair por terra.
Quando chegamos em 1500, o rei português Dom Manuel I autorizou que o navegante Pedro Álvares Cabral organizasse uma esquadra que, segundo consta, deveria aportar na Índia. Para tal propósito foi designada o uso de oito naus, três caravelas, um navio de mantimentos e uma caravela mercante. Além disso, foram convocados aproximadamente 1500 homens, incluindo capitães, tripulantes, soldados e autoridades religiosas.
Entre esses vários participantes da viagem marítima estava o cosmógrafo Duarte Pacheco da Costa, que, segundo aponta alguns historiadores, tinha participado de uma expedição secreta que já havia chegado ao Brasil no ano de 1498. Além disso, um ano após essa sigilosa viagem, outros indícios apontam que os navegadores Américo Vespúcio e Vicente Pinzón também fizeram uma breve visita ao Brasil. Mais uma vez, fica difícil acreditar que os portugueses não sabiam o que estavam fazendo.
Para celebrar a partida de Pedro Álvares Cabral e seus experientes auxiliares para essa viagem ao Oriente, o rei organizou uma enorme festa de comemoração que contou com a presença de espiões de outras nações mercantis da Europa. Dessa forma, nada poderia levar a crer que os dirigentes portugueses tinham outro plano, senão, circunavegar a costa africana e – assim como Vasco da Gama – realizar um novo contato comercial com os indianos.
Contudo, mesmo estando muito bem amparada, a esquadra de Cabral “repentinamente” seguiu uma rota marítima completamente inesperada. As embarcações tomaram distância da costa africana e realizaram uma passagem pela ilha atlântica de Cabo Verde. Depois disso, seguiram uma viagem tranquila que percorreu 3600 quilômetros a oeste. Passados exatos trinta dias da passagem por Cabo Verde, os navegantes portugueses avistaram o famoso Monte Pascoal.
Chegando ao território brasileiro, inicialmente chamado de “Vera Cruz”, o escrivão oficial, Pero Vaz de Caminha, se pôs a tecer um relato sobre as terras, mas sem citar nenhum tipo de surpresa por parte de seus companheiros. Depois do reconhecimento das terras, Pedro Álvares Cabral não fez questão de contar pessoalmente sobre a presença de “novas terras” a oeste. Ao invés disso, partiu para a Índia e mandou o navegante Gaspar Lemos oficializar a descoberta levando a carta de Pero Vaz ao rei.
Apesar de tantas evidências justificarem a ação premeditada dos portugueses, não podemos deixar de salientar que o enfrentamento dos mares era uma tarefa de grande peso. As más condições de higiene, a falta de água e alimentos tornava a viagem um admirável desafio. Além disso, só depois da oficialização feita em 1500 é que se vivenciaram os tantos outros episódios que, ao longo dos séculos, explica a peculiar formação da nação brasileira. (fotos ilustrativas extraídas do Google)
Fonte:Rainer Sousa - Mestre em História (http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-do-descobrimento-do-brasil.htm)
HOJE TAMBÉM É DIA DA TERRA... Dia da Terra 2013 - ou, oficialmente, Dia Internacional da Mãe Terra - é uma data criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2009 para marcar a responsabilidade coletiva para promover a harmonia com a natureza e a Terra e alcançar um balanço entre economia, sociedade e ambiente.

É tanta, e cada data que inventam...

quinta-feira, 21 de abril de 2016

HOJE ALEM DE TIRADENTES SE COMEMORA O DIA DA POLICIA CIVIL E MILITAR NO BRASIL

Delegado da Policia Civil  Doutor Ary Vital e o Comandante da 17ª CIPM Major Alexandre

Como digo sempre, se é para comemorar, vamos comemorar os 365 dias, principalmente falando de policiais, que estão diuturnamente à disposição da sociedade. Mas, como hoje é um dia especial para as corporações, em nome de o delegado titular de Policia Civil deste município, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho e do comandante da 17ª Companhia Independente de Policia Militar, Major Alexandre Oliveira, nosso humilde blog, estende a todos os policiais civis e militares essa pequena homenagem, ratificando a nossa admiração e respeito pelos trabalhos realizados em todo nosso Brasil e especialmente em nosso município. Que o Homem lá de cima os proteja sempre em suas missões que são cheias de periculosidade. Amigos são muitos que ostentam essas fardas, por esse motivo não vou citá-los nominalmente, pois sempre faltaria um, então vai o meu abraço e meu respeito a todos e tenho certeza que aqueles que me consideram, se sentiram lembrados. Veja um pouco do histórico das policias no Brasil.
No dia 21 de abril comemora-se o Dia da Polícia Civil e Militar do Brasil. Neste dia também é comemorado o Dia de Tiradentes. Não por coincidência, o mártir da independência brasileira é também o patrono das policias civis e militares.
Pela sua história de sacrificar a própria vida em virtude da defesa da pátria e da sociedade, Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, é o patrono das policias brasileiras. Normalmente, o dia 21 de abril é celebrado com paradas cívico militares, que são compostas por desfiles de tropas, concessões de medalhas e promoções militares.

 
Mas qual a história da Polícia aqui no Brasil? A Polícia, enquanto instituição do governo chegou ao Brasil com Martim Afonso de Sousa, em 1530. O objetivo inicial dessa força era combater os traficantes franceses, bem como fundar núcleos povoados no litoral do país, promover a justiça civil e nomear funcionários públicos. Desde essa época, a polícia passou por várias reformulações até que, após a independência, foi instituída uma lei onde obrigava a presença de um delegado, subdelegado e chefe de polícia em cada município da Corte.
A atribuição dessa lei foi muito importante para o Brasil, pois estabeleceu relevantes disposições judiciárias, como o inquérito policial que existe até os dias de hoje. Após uma atualização – inspirada na polícia londrina – as cidades do estado de São Paulo passaram a contar com um grande efetivo de policiais uniformizados para auxiliar a Força Pública no policiamento ostensivo de rua – era a chamada Guarda Civil. Durante o regime militar, a Guarda Civil e a Força Pública foram unidas em uma só força, a Polícia Militar.
A partir de então, não só o estado de São Paulo, mas todos os outros estados da federação passaram adotar a Polícia Militar para o policiamento ostensivo e a Polícia Civil na investigação dos crimes. Mas quais são, realmente, as atribuições e funções de cada polícia?


POLÍCIA CIVIL
Atualmente, cada estado do Brasil tem uma Polícia Civil. Essa autoridade é responsável pela investigação e elucidação de crimes praticados apenas em seu território de atuação. É de sua responsabilidade elaborar boletins de ocorrência de qualquer natureza, expedir cédulas de identidade, bem como atestado de antecedentes criminais e de residência. A Polícia Civil também fiscaliza o funcionamento de determinadas atividades comerciais e autoriza a realização de grandes eventos.

POLÍCIA MILITAR
A Polícia Militar, assim como a Polícia Civil, também tem a sua atuação limitada ao estado. Ela é responsável pelo policiamento preventivo, realizando a rota ostensiva nas diversas modalidades: policiamento motorizado ou a pé; policiamento florestal; policiamento de trânsito e rodoviário; policiamento escolar e radio patrulhamento aéreo. A Polícia Militar também é considerada pela constituição como uma força auxiliar e de reserva do Exército Nacional.
Fonte: site da UNEPPE

DIA 21 DE ABRIL... DIA DE TIRADENTES


Essa é a imagem atual do nosso Brasil. O povo sendo enforcado pela confiança depositada  em seus representantes
Antes de 1822, o Brasil não era considerado um país independente. Era apenas um território que pertencia a Portugal. Sendo assim, tudo que era produzido pela colônia, como era chamado, tinha que ser enviado para lá. Os impostos pagos pela população do Brasil pelos produtos consumidos eram muito altos. Com isso, o povo vivia oprimido. Nesse contexto, nasceu Joaquim José da Silva Xavier, em São João Del Rei, em Minas Gerais, no ano de 1746.
Ele desempenhou várias funções como tropeiro, minerador, fez parte do regimento militar dos Dragões de Minas Gerais e até dentista ele foi,  profissão esta que lhe rendeu o nome de Tiradentes.
Tiradentes não se conformava com a exploração vivida pelo Brasil. Ele queria que a nossa pátria fosse livre. Então, decidiu se unir a outras pessoas que tinham os mesmos objetivos, entre eles, advogados, poetas e padres, para tentar libertar o Brasil dessa situação. Devido a sua boa oratória e espírito de liderança, foi o escolhido para comandar o movimento conhecido como Inconfidência Mineira, ocorrido em 1789.
O objetivo era fazer, no chamado dia da “derrama” (em que eram cobrados da população os impostos atrasados), um protesto, alertando as pessoas sobre o plano de libertação e em seguida prendessem o governador Visconde de Barbacena. Mas o plano não deu certo. Tiradentes foi traído por um companheiro de luta: Joaquim Silvério. Joaquim devia 700 contos ao rei de Portugal e, para ter a dívida perdoada, entrou no grupo de Tiradentes, se informou do plano e denunciou ao próprio Visconde de Barbacena.
Trinta e quatro membros do movimento foram presos, acusados de traição à coroa portuguesa. Onze deles foram condenados à morte, mas todos tiveram as penas amenizadas, menos Tiradentes. Ele foi enforcado no dia 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro. Antes de morrer, Joaquim da Silva Xavier disse: "Jurei morrer pela independência do Brasil, cumpro a minha palavra! Tenho fé em Deus e peço a Ele que separe o Brasil de Portugal".
Fonte: Google (Agência Brasil) - Figuras ilustrativa extraídas do Google

História "velha" mais atual, no Brasil e no mundo, as traições fazem parte da história.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

CAIXAS ELETRÔNICOS DO BANCO DA AMAZÔNIA VOLTAM A FUNCIONAR

Clientes realizando saques e pagamentos
Agencia com sua frente totalmente recuperada
Hoje pela manhã, conversamos com o gerente do Banco da Amazônia S/A, agência local, senhor Ronaldo Sousa dos Reis, e solicitamos informações sobre a volta do funcionamento daquela casa de crédito. O gerente nos informou, que devido os prejuízos causados pelos assaltantes, o funcionamento normal ainda vai demorar a acontecer, mas que os CAIXAS ELETRÔNICOS, já estão em funcionamento desde ontem à noite, onde os clientes podem efetuar depósitos, saques e pagamentos. Atendendo determinação da matriz, até segunda ordem, os outros atendimentos ainda não têm data para normalizar. O senhor Ronaldo, enfatiza ainda o uso dos CARTÕES DE DÉBITOS E CRÉDITO, junto aos comércios e mesmo para outros pagamentos, já que por medida de segurança, a agência irá reduzir a reserva física e a disponibilidade de saque em espécie, óbvio, será mínima. O senhor Ronaldo Sousa dos Reis, mais uma vez pede e espera a compreensão de todos. 
COMENTÁRIO NOSSO: Pelo menos nesses primeiros dias, o fluxo de saída será bem grande, e atendendo ao pedido de um cliente, apelo ao gerente, para que as caixas permaneçam abastecida.