sexta-feira, 30 de novembro de 2012

DILIGÊNCIAS POLICIAIS PREVENTIVAS / REPRESSIVAS SÃO REALIZADAS NO MUNICÍPIO DE PLACAS.

"Cachacinha" sendo conduzido pelo SD PM Barbosa e CB PM Vieira
Na data de 28\11 a 29\11\2012, policiais civis de Rurópolis com apoio de policiais militares do Município de Placas operacionalizaram diligências de caráter preventivo e repressivo com intuito de coibir práticas delituosas no município de Placas e nas comunidades adjacentes, em especial na comunidade do dez, localizada na Rodovia Transamazônica.A operação policial realizada em dois dias contou com a participação efetiva de policiais civis, IPCs Hércules Araújo e Marcos Aldrim Amorim, sob o comando do delegado, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho com apoio de policiais militares CB\PM Everaldo Vieira e SD\PM Alexandre Barbosa.Na comunidade do Dez, os policiais Civis realizaram várias abordagens e revistas em pessoas, em veículos e bares com intuito de reprimir qualquer intenção delituosa a integridade física ou vida de terceiros, a prostituição infanto-juvenil, e contra o patrimônio, como furtos, roubos e danos.
IPC´s Hércules e Amorim


Já na cidade de Placas, durante tais diligências os investigadores da polícia civil e policiais militares localizaram e conduziu até a delegacia de Placas, o nacional GONÇALVES ALMEIDA DA SILVA, vulgo “Cachacinha”, brasileiro, agricultor, natural de Axixá/GO, nascido aos 13/11/1966, não alfabetizado, residente no Bairro Alto Pará, no município de Placas/PA, o qual, no dia 20\10\2012, ao chegar embriagado em sua casa teria esfaqueado sua companheira, a dona de casa, senhora ERALDINA CUNHA, na altura do braço e no abdômen.

A vítima somente procurou a polícia no dia 19\11\2012 para prestar depoimento e declarou que conviveu maritalmente há doze anos com o senhor, GONÇALVES ALMEIDA e no dia 26/10/2012, por volta de 14hs, ele chegou a casa, visivelmente alcoolizado, aproximou-se da informante, que estava de costas lavando louças em uma pia, e quando se virou ele empunhando uma faca desferiu- lhe golpes no braço esquerdo, que usou para se defender, e à altura do abdome. A vítima correu para a rua e foi socorrido por vizinhos que a levaram para o hospital e desde então não teve mais contado com o agressor.

Policiais fazendo vistoria

Durante o interrogatório de Cachacinha, perante o delegado de Polícia Civil Doutor, Ariosnaldo da Silva Vital Filho, ele confessou o crime e afirmou que ele e Eraldina estavam bebendo juntos, cachaça 51, dentro de casa foi quando de repente ela o chamou de “filho de uma égua”, o que lhe deixou muito ofendido, porque ele teria comprado um peixe para o almoço e quando ela foi tratar do peixe próximo ao poço, ele então pegou uma faca de cozinha e esfaqueou a companheira em lugar que não recorda, mas afirma que está muito arrependido.

Doutor Ary Vital Filho falou que somente foi possível a localização e qualificação de GONÇALVES ALMEIDA DA SILVA, vulgo “Cachacinha” graças às diligências preventivas realizadas, quando de surpresa ele foi pego ingerindo bebida alcoólica num dos bares da cidade.

Policiais fazendo vistoria

Foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos, observando-se os rigores da lei nº 11.340/2006 conhecida como Lei Maria da Penha, bem como foi solicitado ao hospital municipal de Placas o prontuário médico da vítima, pois “Cachacinha” pode vir responder por crime mais grave se sua intenção delituosa contra Eraldina era ir além da lesão corporal.

O delegado de polícia civil, Doutor Ary Vital Filho parabeniza e agradece a todos policiais civis e militares que com maestria atuaram nestas diligências em prol da segurança pública da cidade de Placas.
INFORMAÇÕES E FOTOGRAFIAS: POLICIA CIVIL
 

PRESIDENTE DO STTR RURÓPOLIS ENTREGA ALEVINOS A ASSOCIADOS.

 
Presidente Marciano Lira, entregando alevinos a associado


Na manhã de hoje, 30 de novembro de 2012, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Rurópolis (STTR), através de seu presidente Marciano Lira, entregou a vinte e cinco associados, quarenta mil alevinos.

De acordo com o Presidente Marciano Lira, com essa ação, o STTR está atendendo as reivindicações de seus associados, o que a princípio foram atendidos aqueles agricultores que solicitaram e que estão dispostos a começar um trabalho no ramo da piscicultura.
 




FONTE: STTR/RURÓPOLIS
 
Disse ainda, que esse é um trabalho que o sindicato vem desenvolvendo em prol dos agricultores, para o desenvolvimento da agricultura familiar no município.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMICIDA FORAGIDO DA COMUNIDADE AGUA-AZUL

"PIRIGUETE" - Assassino confesso
Na noite de 26/11/2012, no município de Itaituba, foi preso por policiais civis, o nacional ROBSON FERNANDES DOS SANTOS, VULGO “ROBI” OU “PIRIGUETE”, brasileiro, maranhense, braçal, natural de Turiaçu/MA, nascido em 27/08/1959, filho de Maria Conceição Fernandes e Manoel Fernandes dos Santos, por prática do crime de homicídio, onde figura como vítima o senhor ANDRÉ HENRIQUE DE OLIVEIRA DA SILVA, fato ocorrido na noite do dia 23/06/2012, por volta das 20hs, no bar Boca Escura, localizado no Km 85, Transamazônica/BR 230, comunidade Água-Azul. Na época, o corpo técnico do hospital municipal de Rurópolis acionou o delegado de polícia civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho informando que estava sendo atendido um homem esfaqueado na altura do abdome, lado esquerdo, inclusive pela gravidade dos ferimentos ele estaria correndo risco de morte.
Mãe da vítima, frente a frente com o assassino
No local, contatou-se que o esfaqueado tratava-se da pessoa de ANDRÉ HENRIQUE DE OLIVEIRA DA SILVA, brasileiro, solteiro, autônomo, natural de Tacuru/Mato Grosso do Sul, nascido em 18/04/1990, residente no km 85, Transamazônica/BR 230, Comunidade Água Azul. Logo em seguida, chegou à ambulância com outro ferido trazido da mesma comunidade, de nome AROLDO ROBERTO DA SILVA, caminhoneiro, natural de Caiçara/RS, nascido em 22/11/1961, o qual informou que também estava no bar conhecido como "BOCA ESCURA” e que foi agredido por vários elementos e alguém saiu em sua defesa desferindo uma facada em um dos agressores. André não resistiu os ferimentos e morreu, já Aroldo Roberto da Silva, embora gravemente ferido ficou hospitalizado e após alguns dias recebeu alta-médica. Foi instaurado inquérito policial e durante as investigações na comunidade realizadas pelo investigador Hércules Araújo se obtiveram informações que o autor do crime seria o homem “rodado” conhecido como ROBI, com as seguintes características, moreno baixo, magro, com aproximadamente 50 anos, e com dente de ouro e duas presas maiores e com isto a polícia passou agir, com ajuda incansável da genitora da vítima, senhora Fátima Oliveira, a qual o procurou por vários municípios.
Mãe da vítima, frente a frente com o assassino
Na noite de ontem, dia 26/11/2012, o irmão da vítima avistou o assassino ingerindo bebida alcoólica, ladeados de mulheres, em um bar no município de Itaituba acionando policiais da Seccional do município de Itaituba e ali encontram o homicida, o qual, na manhã de hoje, na presença do delegado CLEBER PASCOAL acabou confessando o crime. O delegado da cidade de Rurópolis foi acionado, uma vez que o mesmo é presidente do inquérito, procedendo à qualificação e interrogatório do mesmo, inclusive representando pela custódia preventiva e transferência do homicida para o presídio de Itaituba. Durante o interrogatório, ROBSON confessou ao delegado de polícia civil o crime e afirmou que disse que ANDRÉ estaria espancando um homem e saiu em sua defesa e quando o mesmo partiu para cima puxou uma faca que tinha na cintura e após o crime saiu do local, perdendo o objeto do crime, escondendo-se por oito dias dentro de uma vicinal, aonde se alimentava apenas de bananas. Posteriormente, fugiu para uma comunidade chamada Barreirinha, próximo a Itaituba e na noite de ontem foi presos pela polícia e levado para delegacia.
Repórter Ezequiel Azevedo, entrevistando a mãe da vítima
Na delegacia de polícia civil de Rurópolis, muito emocionada a mãe de André solicitou ao delegado, Doutor Ariosnaldo Vital Filho para falar com o assassino do filho, após insistir bastante, com toda segurança policial, o pedido foi atendido. ROBI ouviu todo o desabafo da mãe da vítima e lhe pediu perdão.

“Quando cheguei ao hospital encontrei André ainda com vida. Foi ele que me falou quem teria lhe esfaqueado. Foi uma jura no leito de morte do filho. Dona Fátima me disse: Doutor Ary, vamos colocar este homem na cadeia. Eu quero Justiça”. Falou o delegado Ariosnaldo Vital Filho.

“Também agradeço a todos os policiais civis e militares, este sob supervisão do Major José Ribamar Sousa que auxiliaram nas investigações e diligências realizadas e hoje estamos dando uma resposta do trabalho à população local”. Finalizou a Autoridade Policial.
INFORMAÇÕES E FOTOGRAFIAS: POLICIA CIVIL
 

HOMEM É PRESO EM PLACAS POR POSSE DE ARMA DE FOGO E MUNIÇÕES

Material apreendido
No dia 24/11/2012, por volta das 12hs, foi preso em flagrante delito pelo policial civil, Hércules dos Santos Araújo, o nacional WILSON VAZ OLIVEIRA, vulgo “BAIXINHO”, brasileiro, com união estável, agricultor, natural de Jardim Olinda/PR, nascido em 06/01/1971, no Bairro Central da cidade de Placas, por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, uma vez que estava guarnecido dentro de sua residência 01 (uma) Arma de Fogo tipo Espingarda marca Boito, calibre 12, número de série 442-03; 56 (cinquenta e seis) cartuchos marca CBC calibre 16; 09 (nove) cartuchos calibre 28 e 01 telefone celular marca Samsung, s/n RSEZ853184P, com chip Tim nº 895502900001493760891211, Cartão SD de 2 gb e bateria Samsung, objetos que foram apreendidos e já encaminhados para o Centro de Perícia Científicas de Santarém. Neste último fim de semana, a polícia civil de Rurópolis operacionalizou diligências na cidade de Placas, juntamente com a polícia militar de Placas, com intuito de investigar a autoria do homicídio qualificado, onde figura como vítima o empresário do ramo madeireiro SERGIO GUIDINI, vulgo “SERJÃO”, nascido em 06/07/1949, natural do Estado do Rio Grande do Sul, assassinado no dia 21/11/2012, a tiros queima roupa, enquanto encontrava-se almoçando num restaurante da cidade de Placas por um indivíduo desconhecido, o qual após o crime teria fugido numa motocicleta.

Cartuchos apreendidos

Durante o interrogatório, foi perguntado a WILSON VAZ, vulgo BAIXINHO como ele teria conseguido as armas e munições. Ele negou qualquer participação no homicídio e afirma que no dia do assassinato de Sérgio Guidini estaria na sua residência almoçando com sua esposa quando recebeu a notícia do assassinato, e amedrontada, a esposa de Sergio ficou hospedada na sua casa, e, ainda naquele dia, seus parentes vieram buscá-la e entregou o veículo de Sergio que é uma camionete Pajero, e pediu ao depoente que fosse até a casa da vítima, localizada na Comunidade do 10 e ali apanhasse os seus pertences e guardasse, foi quando apanhou uma caixa com objetos e documentos, e levou para sua residência e somente quando chegou a casa se deparou com uma arma de fogo tipo Espingarda calibre 12 e vários cartuchos e os guardou mesmo assim. Após a lavratura do procedimento policial, WILSON VAZ foi encaminhado para carceragem de Uruará, uma vez que a cidade de Placas está sob jurisdição do Poder Judiciário de Uruará.
FONTE: POLICIA CIVIL
 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

POLÍCIA CIVIL ENCONTRA CARRO ROUBADO NA COMUNIDADE AGUA-AZUL, KM 85, ZONA RURAL DE RURÓPOLIS.

Senhor Anderson prestando informações ao IPC Hércules

ANDERSON RIBEIRO ALVES, na qualidade de funcionário da empresa SOLUMETAL, procurou a delegacia de polícia civil de Rurópolis, onde foi registrado Boletim de Ocorrência a respeito de crime furto de veículo automotor pertencente à empresa. De acordo com o registro policial, na data de 25/11/2012, por volta de 18h, Anderson Ribeiro foi apanhar a alimentação dos funcionários da empresa, e voltou para o alojamento, localizado na Comunidade Água Azul, Km 85 da BR 230, usando o veículo Fiat Uno Mile de cor branca, placa NFI-9960-GO, pertencente à empresa, deixando guarnecido na área do alojamento com as chaves na ignição e a documentação do veículo dentro do porta-luvas, quando por volta de 21h30min, ele já se encontrava dormindo quando ouviu o barulho do veículo funcionando quando percebeu que o veículo estava sendo furtado por um indivíduo moreno, magro.

Veiculo encontrado

O autor do furto fugiu no veículo em direção a sede do município de Rurópolis. O funcionário então levou ao conhecimento de JOSÉ MAURO, supervisor da empresa AM Engenharia, o qual comunicou o fato à Polícia Militar de Rurópolis, onde foi realizada barreira no entroncamento das BR 163 e 230, mas o veículo não foi localizado.

Hoje, dia 26/11/2012, por volta das 10hs, o referido funcionário esteve passando as informações ao Delegado de Polícia Civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, o qual juntamente com o investigador Hércules dos Santos Araújo realizaram diligências pela cidade, em busca de informações com populares e por volta das 15hs do dia de hoje, no Bairro Bela Vista, na Estrada da Cachoeira, o referido automóvel foi encontrado em péssimas condições, ainda contendo sacos de cebolas no seu interior.

Doutor Ary Vital vistoriando o veículo

 
O delegado de polícia civil, Droutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho vistoriou o carro em busca de provas da autoria do furto, mas nada foi encontrado, contudo será instaurado inquérito policial para apurar os crimes de furto de veículo automotor e os danos sofridos pelo veículo.

 

FONTE: POLÍCIA CIVIL

PASSEIO DE DESPEDIDA DA TURMA DO PROJETO “MAIS EDUCAÇÃO” ANO 2012.

Professora Liviane de Sousa e sua turma do ano de 2.012
Neste domingo, dia 25 de novembro de 2012, fui convidado pelo meu neto Herik Guilherme Burmann Marinho, a participar de um passeio que foi realizado pela turma do ano de 2012 do “PROJETO MAIS EDUCAÇÃO”, do qual ele faz parte. O destino foi a "CACHOEIRA DO LAUDINO", um dos mais belos ponto turístico de nossa cidade.
Professora Liviane deu um show no futebol, junta com seus alunos.
 No domingo logo cedo, rumamos para a casa da professora, a fim de nos encontrarmos com os outros alunos e pegar a condução rumo ao local do piquenique. Em frente à casa da professora, os alunos se reuniram e logo chegou à condução. Conheci a professora, por sinal muito jovem, que nos recebeu muito bem. Em conversa com a mesma, procuramos saber mais sobre esse dia festivo e qual sua finalidade. Ela disse que se chama Liviane de Sousa, e que está ministrando cursos no projeto Mais Educação.
Herik e sua irmã Angélica
O referido curso é realizado nas dependências da Escola Elcione Barbalho e que a finalidade do mesmo é feita para que as crianças tenham um espaço no meio social, e que no futuro elas possam ser pessoas boas para o mundo e para si mesmo. Falou ainda, que através do Projeto, são ministrados aulas de canto, informática e dança. Como esse ano, o período letivo já está prestes a terminar, ela, juntamente com seus alunos, idealizaram esse passeio, para que seja uma despedida feliz, de todos aqueles envolvidos no projeto. Disse ainda que está feliz, realizada e com o sentimento de dever cumprido. No ensejo, agradece a todos que participaram. Aos pais que permitiram que seus filhos pudessem participar do Projeto Mais Educação e a todos os alunos que compartilharam esse ano de 2012. Desde já agradece mais uma vez a todos e diz que já está com saudades de cada um de seus alunos, mas, que no próximo tem mais!

ELIZEU “O VELHO DO ITUZINHO”

O "Velho do Ituzinho"
Tem horas que tudo para, então, a gente resolve parar também, respirar e ouvir o silêncio do tempo; e como prêmio, muitas vezes, ele acaba nos presenteando com surpresas. Foi isto que aconteceu comigo. Neste fim de semana, juntamente, com a polícia militar da cidade de Placas, eu e a equipe de policiais civis de Rurópolis realizamos uma série de atividades policiais, todas estressantes, mas com resultados positivos.

A movimentação começou cedo na delegacia de Rurópolis com registros de furtos de veículos e flagrantes a serem concluídos. Relatórios de atividades e de indiciamentos com prazo para serem apresentados à chefia. A cabeça cheia, muito cheia... Que a gente pensa que não vamos dar conta e desistir para enveredar outros caminhos. Nem sai para o almoço, fiquei na delegacia, contudo, em dado momento, lembrei o que minha finada santarena avó materna Aída Soares, me dizia: Respira e vá ao tempo. Então, sai na porta para justamente ver o tempo, ouvir seu silêncio, respirar um pouco e deixar meu coração falar com o tempo. De repente, sem notar que estava sendo percebido, eu ouvi uma voz rouca e cansada chamar: Dr. Ary o Senhor está bem? Quando percebi um senhor sentado no banquinho de madeira, apoiando-se no seu carrinho vermelho de picolé, debaixo do jambeiro. Lembrei que desde quando cheguei ao município de Rurópolis ele sempre esteve ali, sentadinho, no horário do almoço, enfrentando o calor e poeira, mas eu nunca tinha parado para falar com ele, oferecer um copo d’água ou sequer perguntar o seu nome e hoje DEUS, meu amado DEUS, me deu esta oportunidade.

Abri espaço para saber um pouco da vida dele e com um sorriso no rosto me falou. Doutor Ary, nasci em Fortaleza/CE, em 03/04/1953 fui professor Multi-seriado (1º a 4º série) na cidade de Itinga do Maranhão, cheguei a Rurópolis há 04 anos, junto com o Senhor, lembra? Deixei-o continuar... Por orientação médica, resolvi deixar a vida que eu levava e procurei fazer algo mais tranqüilo e vim para uma cidade mais tranqüila. Saio todos os dias lá do Bela Vista, bairro que eu moro, para vender picolé Ituzinho na cidade. Doutor, é aqui, nesta cidade, na frente da delegacia, debaixo deste pé de jambeiro, na hora do almoço que venho descansar das andanças e vender picolé, por R$ 1,00 (real), as vendas melhoram no verão que se pode tirar um salário mínimo, “Lugarzinho que namorei com ele e foi me entregue com amor” e ainda disse “cantinho abençoado” (textuais).

Segurando minhas lágrimas que quase nunca são vistas por causa dos óculos escuros, mas, quem é puro de coração poderia senti-las naquele momento, vi que tais palavras me encheram de motivação para que eu voltasse também para “meu cantinho abençoado” e reflexivo sobre existência de DEUS, pois mais uma vez tive a prova dele no ar que eu respiro, nas minhas conversas com o tempo, com o próximo, Ele sempre monitorando meus passos, pois era exatamente o que eu necessitava ouvir.


Elizeu Figueiredo Almeida, também conhecido como “VELHO DO ITUZINHO” que DEUS lhe proteja e ilumine teus dias com alegrias, bem este "Cantinho Abençoado" Amém. (Crônica de Doutor Ary Vital Filho)

MUNÍCIPE EMPRESTA MOTOCICLETA PARA O NAMORADO DA AMIGA E ACABOU SENDO ROUBADO

José Ribamar
JOSÉ DE RIBAMAR DOS SANTOS SOUZA, no final da manhã de hoje, dia 26/11/2012, procurou a delegacia de polícia civil para registro de ocorrência e devidas providências legais da autoridade policial informando que na data de 18/11/2012, por volta de 17h, o mesmo se encontrava com sua motocicleta Honda CG 125 Titan de cor azul, placa JTR6722, chassi 9C2JC2500XR118448, em frente ao Bar do Naca na Avenida Presidente Médici,  quando ali chegaram a mulher de nome REGIVANIA e seu namorado conhecido apenas por "NENÊ pedindo a motocicleta emprestada, pois Regivania seria levada até a casa de sua genitora, então, pelo fato de conhecer a mulher, José Ribamar emprestou a motocicleta, a qual não foi devolvida até a presente data. A vítima então, não acreditando no que aconteceu, procurou conversar com a genitora de Regivania, e para sua surpresa, ela disse que sua filha havia apanhado roupas em casa e foi embora para local não sabido. De acordo com o delegado de polícia civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho o fato já foi registrado e, neste primeiro momento, em análise do caso, trata-se de furto de veículo automotor por abuso de confiança, modalidade de furto qualificado, nos termos do art. 155 § 4º, II do Código Penal Brasileiro, cuja pena é de reclusão de dois a oito anos. Ainda não há informações sobre o paradeiro dos autores do fato e nem do destino do veículo. A população pode ajudar o trabalho da polícia denunciando para os telefones da polícia civil (93) 35431451 e da polícia militar (93) 35431811.
FONTE: POLICIA CIVIL
 
 

POLICIAIS CIVIS E MILITARES REALIZAM DILIGÊNCIAS NA CIDADE DE PLACAS, NA COMUNIDADE DO KM 10, NA BR 230 E AUXILIAM VÍTIMAS DE VEÍCULOS TOMBADOS.

Policiais civis e militares recolhendo veículo apreendido
Neste fim de semana, dias 24 e 25/11/2012, Doutor Ariosnaldo Vital Filho, juntamente, com equipe de policiais civis Hércules dos Santos Araújo e policiais militares Soldados Marcos Paolo Leite, Jack Miller, Rangel, Erisson e Sargento Rita realizaram diligências policias no município de Placas, bem como na comunidade do Km 10 e também ao longo da BR 230.
 
  
veículo vitima de acidente
visibilidade zero
 Percebe-se que o inverno rigoroso chegou com chuvas fortes e trovoadas provocando inúmeros deslizamentos e tombamentos de veículos ao longo da BR 230, o que não intimidou a equipe de policiais civis e militares que além de cumprirem as diligências planejadas, no meio disso tudo, ainda buscaram ajudar os viajantes que se encontravam situações arriscadas e embaraçadas na estrada em razão das condições climáticas. Algumas motocicletas foram apreendidas para averiguação, também bares e restaurantes foram vistoriados.
voluntários ajudando
voluntários ajudando

 
“Realizamos um excelente trabalho preventivo e repressivo neste final de semana no município de Placas e nas comunidades vizinhas ao longo da Rodovia Transamazônica. A força da natureza somente veio abençoar e abrilhantar ainda mais nosso trabalho realizado em parceria entre policiais civis e militares, estes sob o comando e supervisão do Major José Ribamar Sousa”. Finalizou o delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho.
FONTE: POLICIA CIVIL
 

TOMOU TODAS, AMEAÇOU DE MORTE A EX-COMPANHEIRA E FOI PRESO PELA POLÍCIA NO BAR DO CORNÉLIO.

"O Valente"

Neste sábado, dia 24/11/2012, o nacional RONDINERES SILVEIRA CAMPOS, 28 anos, ajudante de serviços gerais, natural de Itaituba/Pará, nascido 21/11/1984, residente no Bairro da Alvorada, foi preso em flagrante delito por policiais militares, após ameaçar de espancamento sua ex-companheira, senhora MARIA CONCEIÇÃO BARRETO. A polícia Militar foi acionada pela irmã da vítima, senhora FRANCISCA MARIA DA SILVA BARRETO, a qual informou que agressão estava ocorrendo na sua residência, localizada à Rua três irmãos, Bairro da Lagoa. Ao chegar ao local, o agressor já teria se evadido, porém, posteriormente, foi encontrado no Bar do Cornélio, naquele mesmo bairro, onde os policiais militares, sob o comando do Cabo Eder Pinheiro deram voz de prisão. RONDINERES apresentava sintomas fortes de embriaguez, mas não reagiu a prisão sendo conduzido e apresentado na delegacia para as devidas formalidades legais. Perante o delegado de polícia civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, a vítima, senhora MARIA DA CONCEIÇÃO SILVA BARRETO afirmou que conviveu por oito anos em união estável com RONDINERES e deste relacionamento nasceram três filhos e que por causa da bebida alcoólica ele costumava agredi-la fisicamente e ameaçava de morte com frequência, inclusive já teria lhe batido de facão ameaçando-lhe de morte caso gritasse. Até então, por medo, não procurou denunciá-lo a polícia, mas há quinze dias as agressões voltaram com mais intensidade e frequência chegando até certo momento fugir para casa de seu sobrinho e na data de hoje, dia 24/11/2012, RONDINERES alcoolizado voltou a procurá-la e lhe ameaçou de morte quando a irmã FRANCISCA MARIA resolveu então chamar a polícia. O interrogatório de RONDINERES SILVEIRA CAMPOS somente foi possível no domingo, pois o mesmo se encontrava bastante alcoolizado e afirmou que estava ingerindo bebida alcoólica desde cedo e que teria misturado cachaça e cerveja. Perguntado pela Autoridade Policial quais os motivos das ameaças e agressões, ele afirmou que nunca nem pensou numas coisas destas, disse que nunca ameaçou e nunca bateu; negando assim todos os fatos que lhe foram imputados e que apenas procurou a residência da ex-companheira para ver seus filhos, inclusive tentar reatar o relacionamento. De acordo com o delegado de polícia Civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho falou que no município de Rurópolis ainda há casos de violência doméstica que por medo ou vergonha não são denunciados por suas vítimas, como por exemplo, esta situação, em que a iniciativa em acionar a força do Poder Público para medidas urgentes e enérgicas partiu da irmã FRANCISCA MARIA, a qual não suportando mais ver sua parenta vítima de agressões físicas e psicológicas praticadas pelo ex-cunhado.  Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho informou que foi lavrado flagrante delito nos rigores do artigo 147 do CPB c/c Art. 7, II da Lei nº 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, bem como as peças dos autos já foram encaminhadas ao fórum local para apreciação e julgamento do Poder Judiciário.
FONTE: POLICIA CIVIL
 

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

VÍTIMA DE MORDIDA DE CACHORRO QUER INDENIZAÇÃO PELOS DIAS QUE FICAR SEM TRABALHAR



Hoje, dia 22/11/2012, logo cedo, procurou a delegacia de polícia civil de Rurópolis, o marceneiro RAIMUNDO DE MORAIS CARVALHO, 33 anos, residente no Bairro Bela Vista, afirmando que ontem a noite, por volta das 20hs, encontrava-se em um bar, localizado no Bairro Lagoa quando foi abocanhado pelo animal pertencente ao dono do bar. A vítima da mordida que afirma que o ferimento foi profundo atingindo o nervo do calcanhar e, por isto, está sentindo muitas dores, inclusive ficando impossibilitado de trabalhar na sua função de marcenaria, onde recebe a diária de R$ 50,00 (cinquenta reais). Também alega que o cachorro não deveria estar ali transitando entre os consumidores, tratando-se de irresponsabilidade do dono do bar.
Na delegacia de polícia civil, o mesmo foi orientado a procurar um advogado, pois o fato em tela não constitui crime e que o ressarcimento por danos morais e lucros cessantes, mediante petição protocolada  deve ser analisada pela autoridade judiciária. Por hora, foi aconselhado que o mesmo procurasse imediatamente o hospital municipal da cidade para os primeiros atendimentos médicos. O delegado de polícia civil informou que o caso não dever ser apurado na esfera policial, contudo, no interior são comuns pessoas na busca de seus direitos terem como a figura do delegado e a delegacia como ponto de referência para queixas, informações e encaminhamentos, por isto, é salutar que também o policial haja com urbanidade e oriente com cautela. “Não há crime a ser apurado pela polícia, contudo o dono ou detentor do animal ressarcirá o dano por este causado se não provar culpa da vítima ou força maior, o que deve ser analisado em outra álea do direito, conforme determina o Código Civil de 2002” Afirmou o delegado de polícia Civil Dr. Ary Vital Filho.
FONTE: POLÍCIA CIVIL
 

PAI CONTINUA A PROCURA PELA FILHA

MENOR DESPARECIDA (fotografia entregue pelo pai para esse fim)
Hoje, dia 22 de novembro de 2012, mais uma vez o senhor ALBINO BRANDÃO DA SILVA solicitou auxílio do DPC Ary Vidal Filho, no que tange obter informações sobre sua filha ANDREYNA GOMES DA SILVA, natural de Rurópolis, nascida em 30/10/2000. Na presença do delegado de polícia civil, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho foi apresentado mais uma vez certidões de nascimento e de casamento que comprovaram a união conjugal entre ALBINO BRANDÃO DA SILVA e MARIA APARECIDA FERNANDES GOMES, e que desta união os laços de paternidade entre ALBINO e ANDREYNA. 
Albino Brandão, pai da menor

 
Após a separação do casal, MARIA APARECIDA levou a filha para Goiás e há 03 (três) anos perdeu o contato. Para melhor esclarecimento, voltamos a publicar, que de acordo com o delegado Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho pelas informações até então levantadas, o último endereço que consta é do domicílio do casal, na Rua Presidente Médici, Centro. Contudo, descobriu-se que a avó materna da adolescente, a doméstica Iolanda Fernandes Gomes reside no referido Estado de Goiás e possivelmente tenha abrigado à filha e a neta. O delegado volta a afirmar que não se trata de crime a ser apurado pela polícia civil e sim de questões delicadas que envolvem relações familiares que devem ser melhores orientadas por outros operadores do direito, contudo, o que for possível fazer para localizar esta adolescente e se estabelecer o contato a autoridade policial tomará as devidas providências. Para isso, tendo o pai solicitado ao DPC Ary Vital, e também autorizado, a autoridade policial entrou em contato conosco, afim de que postássemos a foto da menor procurando assim dar melhor conhecimento à busca.
Qualquer informação entre em contato com a Polícia Civil (93) 3543 1451, Policia Militar (93) 3543 1811 ou Conselho Tutelar da cidade de Rurópolis (93) 9113 9465.
 

ASSASSINADO FRIAMENTE EM FRENTE À ESPOSA

Empresário Sérgio Guidini
Ontem, dia 21 de novembro de 2012, por volta das 12h30min, aconteceu um crime na cidade de Placas, no mínimo covarde, haja a vista o desenrolar do mesmo. Conforme informações, senhor Sérgio Guidini, empresário do ramo madeireiro, nascido em 06 de julho de 1949, filho de Santo Guidini e Carmem Severina da Silva e sua esposa Edilaia Neres Barbosa, nascida em 30 de junho de 1992, estavam almoçando no restaurante da empresa Transbrasiliana, que fica no centro da cidade de Placas, no Estado do Pará, quando por volta das 12h30min, adentrou um individuo e disparou dois tiros de revólver calibre 38 na cabeça do empresário matando-o, não dando a vítima nem tempo para uma reação. Fomos informados, que dois indivíduos chegaram em uma motocicleta, que pode ser XR ou XLR, na cor vermelha, e um deles adentrou no recinto e efetuou os disparos na cabeça do empresário. Logo após o assassinato, os indivíduos fugiram em disparada pela Rodovia Transamazônica e entraram no Travessão do km 240. Logo a Policia Militar foi informada, e o comandante do destacamento de Placas Sargento PM Queiroz, juntamente com os soldados PM Leite e Rangel, imediatamente saíram em busca dos marginais. A diligência policial foi persistente e durou a noite toda, mais infelizmente ainda não obteve sucesso, haja vista, o travessão por onde os marginais entraram ter várias saídas e ser de difícil acesso. A Polícia Militar de Placas, através de seu comandante Sargento Queiroz, que é jurisdicionada pela 17ª CIPM que tem sua sede em Rurópolis, solicita a ajuda da população, e deixa o número do telefone de plantão da PM, para qualquer informação que se possa chegar até os meliantes. TELEFONE PM PLACAS: (93) 8123 9478.

Detalhes do assassino: Estatura média, corpo médio (nem magro nem gordo), cor parda clara, trajava uma camisa cor laranja e bermuda. Cabelos compridos, chegando até a altura do maxilar, na cor alourados ou ruivos.

Não houve informações sobre a causa do crime, mas conforme a PM, pode ser extermínio, haja vista, o modo atuante do assassino, que disparou friamente dois tiros na cabeça da vítima, sem a mesma ter nenhuma reação.
 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

LUZ PARA TODOS, SONHO OU REALIDADE?

Dr. Jorge Valente, Dr. Luiz Galhisa e Dr. Jorge Júnior
Hoje, dia 21 de novembro de 2012, foi realizada uma reunião, que contou com a presença do senhor Luiz Galhisa, representante do programa “LUZ PARA TODOS” e Minas e Energia (ELETRONORTE), Jorge Valente, gerente do órgão executor da CELPA, Reinaldo Serrão, Engenheiro Eletricista da REDE / CELPA, Jorge Júnior, representante da ELETRONORTE,
Marciano Lira e Padre João
Rosangelo Dourado, gerente do escritório local da REDE/CELPA, Padre João Carlos, representante da Comissão da Pastoral da Terra, Marciano Lira, presidente do STTR Rurópolis e representantes dos STTR de Trairão, Aveiro e Itaituba. Nessa reunião, realizada no salão nobre da câmara dos vereadores, além de outros assuntos tratados referente ao programa “LUZ PARA TODOS”, foi escolhido os cinquentas representantes, para discutirem sobre a cobrança de energia para as comunidades.
Manifestantes
Na fala do senhor Luiz Galhisa, representante do Governo Federal, a eletrificação rural referente ao “Programa Luz Para Todos”, a responsabilidade é de oitenta e cinco por cento do Governo Federal e quinze por cento é de responsabilidade da REDE/CELPA.  
Dr. Jorge Valente sendo entrevistado
pelo repórter Frank Ewerton
Dr. Luiz Galhisa sendo entrevistado
pelo repórter Frank Ewerton
Como a REDE/CELPA vem passando por um momento de transição, haja vista, a empresa ter vendido seus direitos a Equador do Maranhão, esse ano de 2012 não foi realizado nenhum projeto para o avanço dos serviços prometidos pelo Governo Federal, já que a empresa passou a maior parte do ano, resolvendo problemas administrativos.
Dr. Jorge Júnior, Marciano Lira,
Dr Jorge Valente e Dr. Luiz Galhisa
Manifestantes
Falou ainda, que para implantar os serviços na região, ainda será necessária uma reunião, que será realizada no dia 05 de dezembro do corrente ano, na cidade de Itaituba, que contará com a presença de representantes dos órgãos que atuam na área e que representam o Governo federal.
O senhor Luiz Galhisa, ainda afirmou ao nosso repórter Frank Ewerton, que este ano, é impossível a realização de qualquer tipo de obra, mas que a partir de janeiro de 2013, serão feita as retomadas e implantações das etapas de eletrificação rural prometidas pelo Governo federal na região Oeste do Pará. Luiz Galhisa declarou que o programa “LUZ PARA TODOS”, visa sempre às pessoas mais carentes e de pouco poder aquisitivo.
Reportagem e fotografia: FRANK EWERTON