quarta-feira, 14 de março de 2012

APREENSÃO DE ARMAS DE FOGO CASEIRAS NA POSSE DE ADOLESCENTE NA COMUNIDADE DE DIVINÓPOLIS


Policiais que fizeram a apreensão

No início da tarde de hoje (14/03/2012), por volta das 14hs30min, foram apresentadas na delegacia de polícia civil do município de Rurópolis, pelo policial militar Marcio Jean Vasconcelos Picanço, 02 (duas) espingardas artesanais, sem marca, numeração e calibres não aparentes, as quais foram apreendidas em poder do adolescente de iniciais “S.S. F”, 13 anos.
Na presença do delegado, Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, o policial militar informou que a comunidade daquela localidade teria denunciado que havia um adolescente que comumente estaria provocando disparos de arma de fogo em região habitada, causando certo temor e intranquilidade aos moradores.
Diante de tais denuncias, por volta das 11hs45min, após identificar a pessoa do adolescente, o policial militar, juntamente, com o Soldado PM Valdiney Costa de Jesus foram até a residência do mesmo, onde foi recebida por sua genitora, senhora ANA CLEUDE FERREIRA, sendo que a princípio, negou-se a existência de armas na casa, porém, após bastante diálogo e orientação dada à mulher, a referida mãe do adolescente, chamou o filho e entregou as espingardas procuradas que estavam sob a cama.

Armas apreendidas pelos policiais

No local, ainda foram encontrados pelos policiais alguns apetrechos como: 01 (um) pedaço e madeira que conforme o policial militar ainda estava cheirando a pólvora combusta; 01 (uma) haste de metal usada para carregar as armas, 02 (duas) embalagens plásticas, 01 (um) contendo pequeno com quantidade de pólvora, outra contendo esferas de chumbo, as quais ficaram depositadas na delegacia de Rurópolis para posteriormente serem encaminhadas junto ao procedimento policial ao fórum local.
O delegado de polícia Civil, Doutor Ariosnaldo Vital Filho, declarou que se trata de ato infracional referente à posse irregular de arma de fogo, sendo que a peça policial lavrada deve observar o rito procedimental imposto pela lei nº 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), sob pena de violação aos direitos e garantias do adolescente. Diante disso, os termos de informações prestados perante a autoridade policial foram acompanhados pela representante legal do adolescente e uma conselheira tutelar, os quais serão apresentados ao juiz e promotor da comarca para as devidas providências legais.
Ainda na presença do delegado de polícia, Doutor Ariosnaldo Vital Filho, o adolescente afirmou que a arma ele teria adquirida de terceiros, sendo utilizada apenas para matar passarinhos e caça na mata e retirar frutas nas árvores, nunca tendo ameaçado ou disparado contra qualquer pessoa. Contudo, o delegado determinou que fossem efetuadas investigações para descobrir o indivíduo que esta confeccionando artesanalmente tais armas para que também seja responsabilizado por sua conduta que além de ilícita, ainda coloca em extremo perigo famílias e vizinhanças ao comercializar com crianças e adolescentes.
Após a lavratura do Auto de Apreensão em flagrante, o adolescente foi entregue para sua genitora mediante termo de compromisso em atender todos os chamados da justiça local.
Além disto, o delegado reuniu-se com o Conselho Tutelar e solicitou que fosse realizada, com maior brevidade, visita na comunidade de Divinópolis com intuito de estar mais próximo da comunidade, pois afirmou o delegado; “Não podemos perder a juventude de Rurópolis para as armas, drogas, prostituição, abusos sexuais e demais crimes. É agindo em parceria com a comunidade e a família, certamente, seremos mais fortes no combate a criminalidade naquela comunidade”.  
Ressaltou o delegado que a equipe de policiais militares daquela localidade está fazendo um excelente trabalho preventivo e repressivo, digno de elogios, trazendo satisfação à população de Divinópolis.
FONTE: POLICIA CIVIL

Reportagem: Paulino Magno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário